fbpx
Prof Dr Danilo Maciel Carneiro
Prof Dr Danilo Maciel Carneiro

Os 4 cuidados que prescritores devem tomar ao prescrever Fitoterápicos e Plantas Medicinais 

O papel dos prescritores ao receitar Medicamentos Fitoterápicos e  Plantas Medicinais

Primeiro vamos entender melhor do que se trata. A prescrição é um documento com orientações básicas de uso de medicamentos que os profissionais entregam aos pacientes. Conhecemos também como “receita médica”. Ele faz parte da rotina de cuidados de saúde do paciente e dos profissionais prescritores.

Precritores de fitoterápicos
Prescritores de Fitoterápicos

A prescrição de fitoterápicos é, na maioria das vezes, feita pelo médico, pelo farmacêutico ou pelo nutricionista (mas não só por eles). Ela é o resultado de uma série complexa de decisões que este profissional vai tomando durante a consulta, após entrar em contato com o paciente. 

Diversos estudos demonstraram que há uma boa aceitação por parte dos profissionais prescritores e pelos usuários, tanto na saúde pública quanto privada, em prescrever e utilizar plantas medicinais e fitoterápicos. E falando da realidade do ayurveda, mais ainda!

Os cuidados que prescritores devem tomar

Os cuidados do prescritor residem no fato de ser ele o responsável pela indicação de um medicamento com base nos seus conhecimentos profissionais. Os cuidados por parte dos pacientes residem em descrever adequadamente o que está sentindo e em aderir à indicação do profissional, em outras palavras “obedecer” a recomendação terapêutica. 

Por isso, o primeiro cuidado que iremos ressaltar é o cuidado com os preconceitos. Prescritores e pacientes carregam consigo vivências e expectativas que lhes permitem tomar decisões quanto à prescrição e uso de determinados medicamentos. 

Principalmente quando se trata de plantas medicinais e medicamentos fitoterápicos, os preconceitos podem ter um papel prejudicial à melhora do paciente. É um trabalho de quebra de “pré-conceitos”, tanto da parte dos prescritores quanto dos pacientes, colocar em uso a fitoterapia de forma correta.

Segundo o Dr. Danilo Carneiro, isso se aplica tanto quando falamos do Ayurveda, quanto de outras práticas terapêuticas integrativas e complementares. Há muitos medicamentos fitoterápicos já liberados para uso no Brasil, tanto na rede pública quanto privada.

O acesso seguro e o uso responsável de plantas medicinais e fitoterápicos, para promoção do uso sustentável de plantas medicinais é papel dos profissionais de saúde. 

Garantir à população brasileira acesso a esses conhecimentos e à prescrição adequada desses medicamentos está assegurado por meio de alguns decretos e portarias (ex: portaria GM/MS nº 971/2006, Portaria n° 5813/2006 e portaria interministerial nº 2.960/2008).

Portanto esse seria o segundo cuidado que o Portal Veda recomenda: conhecimentos seguros e responsáveis sobre a prescrição de fitoterápicos. 

Inclusive a utilização segura das Plantas Medicinais e Fitoterápicos é uma das diretrizes preconizadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS), e muitos profissionais não sabem disso.

Podemos ainda ressaltar a importância da qualidade no contato direto entre os profissionais, sejam médicos, nutricionistas ou farmacêuticos, e o paciente, que acaba sendo o centro dos cuidados.

Sabemos que o uso adequado dos medicamentos depende de uma prescrição bem feita e bem explicada. E que também é fruto de dispensação responsável por parte dos farmacêuticos. Tudo resultado  do uso responsável e consciente dos conhecimentos bem construídos. 

E aqui chegamos ao terceiro cuidado, já que a interação entre paciente/prescritor/farmacêutico possibilita troca de informações que terão consequências diretas no resultado da prática terapêutica.

Contudo, será necessária a comunicação de qualidade, clara e precisa sobre o que foi indicado na prescrição médica. Clareza e precisão, algumas vezes fazendo uso de técnicas de comunicação assertiva, e uma dose de paciência (em alguns casos) será um cuidado necessário e um treino constante aos envolvidos.

O quarto cuidado diz respeito a quais plantas medicinais e fitoterápicos pode-se prescrever.  

Conforme previsto na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA),  em diferentes normas, decretos e portarias existem fitoterápicos que somente médicos podem prescrever, existem outros que não foram aprovados, e existem os que estão em pleno desenvolvimento de pesquisas para melhores efeitos na saúde.

Apesar da liberação de fitoterápicos no Brasil, a prescrição e o uso de procedimentos, medicamentos e práticas terapêuticas integrativas e complementares, que sejam considerados sem validação científica pela ANVISA, são proibidos aos profissionais de saúde brasileiros.

As Plantas Medicinais e Fitoterápicos

A fitoterapia é terapêutica caracterizada pela utilização de plantas medicinais em suas diferentes preparações farmacêuticas, sem a utilização de substâncias ativas isoladas, ainda que de origem vegetal. 

A utilização da fitoterapia na Atenção Primária à Saúde tem como finalidade estimular o uso sustentável da biodiversidade brasileira, fomentar a agroecologia ambiental, aumentar os recursos terapêuticos, resgatar saberes populares. O uso racional e adequado desses produtos é dever de todos nós.

Apesar da conscientização constante por parte de várias iniciativas, infelizmente ainda existem milhões de profissionais que desconhecem ou não prescrevem plantas medicinais e medicamentos fitoterápicos, mesmo diante da aceitação dos usuários, revelada por inúmeras pesquisas. 

Para finalizar, indicamos que o conhecimento sobre a prescrição de plantas medicinais e medicamentos fitoterápicos não deve vir de fontes duvidosas. Quando se trata de saúde e bem estar de pessoas, é necessário ter fonte confiável, eficaz e segura de verdade. 

Por isso, recomendamos o curso que em breve estará disponivel no Portal Veda chamado Prescrição de Fitoterápicos e Plantas Medicinais, ministrado pelo Dr. Danilo Maciel Carneiro, médico, especialista em Medicina Preventiva, especialista em Homeopatia com Pós-Graduação em Fitoterapia e Ayurveda, Mestre e Doutor em Ciências da Saúde, autor de diversos livros e pesquisador da área. 

Se você é prescritor(a), poderá se sentir bem melhor preparado(a) para receitar os medicamentos fitoterápicos e as plantas medicinais com segurança e eficácia!

Compartilhe nas redes :)
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais conteúdo
Cursos feitos para você